Arquivo do autor:jornalismouepg

Abrem-se as cortinas para o 40º Fenata

por Raísa Jorge

O cenário cultural de Ponta Grossa é iluminado durante o mês de novembro e entra em cena um dos eventos mais aguardados do ano: o Festival Nacional de Teatro, ou simplesmente FENATA. Este ano, a edição do evento que acontece ente dos dias 6 e 14 de novembro, é marcada pela comemoração dos 40 anos de existência do Festival.

Espetáculos de companhias teatrais de vários estados do país como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Acre, Santa Catarina, Minas Gerais e Paraíba e também do anfitrião Paraná, compõem a programação e concorrem à premiação que acontece no último dia do evento.

Alunos curso de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) trabalham na cobertura do FENATA por projetos como Cultura Plural, Lente Quente, Foca Foto e Crítica de Ponta. Professor da disciplina de Crítica de Mídia e coordenador do projeto do blog Crítica de Ponta, Sérgio Gadini, conta que esta é a segunda edição do festival em que os alunos participam produzindo críticas sobre os espetáculos.

“Além do exercício didático em que os estudantes acompanham diretamente o festival, a atividade possibilita uma inserção dos acadêmicos nas atividades culturais da cidade”, explica Gadini.

As apresentações acontecem em sua maioria nos auditórios A e B do Cine-Teatro Ópera, mas também ocorrem no Teatro Marista e Calçadão. As categorias de espetáculos são: espetáculos de rua, infantis, bonecos/animação, adultos e ‘Às Dez em Cena”. Os ingressos antecipados custam R$ 10,00 e estudantes pagam meia-entrada. Confira a programação e agende-se.

Acadêmicos de Jornalismo participam de evento em Londrina

Por Laís Franco

Bolsistas da Agência de Jornalismo da UEPG, e outros acadêmicos do curso, apresentam nesta semana trabalhos no 15° Encontro de Atividades Científicas e 6 Congresso Nacional de Extensão Universitária, da Universidade Norte do Paraná (Unopar). Os eventos ocorrem nos próximos dias 25 e 26 em Londrina, e também contam com premiações para os melhores trabalhos, tanto de iniciação científica como de teses/dissertações aos inscritos na categoria de Pós-graduação.

Foram aceitos 16 trabalhos do Curso de Jornalismo da UEPG, dos vários projetos de Extensão do Departamento de Jornalismo. Acadêmicos do segundo, terceiro e quarto ano do curso estarão presentes evento apresentando seus trabalhos. Dentre eles, cinco são de bolsista da Agência de Jornalismo da UEPG.

Rubens Anater, bolsista do segundo ano, que apresentará o trabalho ‘Retrato da produção audiovisual do Cultura Plural, projeto desenvolvido em parceria com a Agência de Jornalismo’, observa que ao auxiliar e prover suporte técnico às produções do curso, a agencia pode ser vista como uma das engrenagens fundamentais para incentivo à pesquisa no curso de Jornalismo.. O acadêmico que está de malas prontas para Londrina acredita que está é uma oportunidade de trocar experiências com outras universidades e poder complementar o trabalho que irá apresentar. “Espero poder também contribuir para as apresentações dos demais participantes do Departamento de Jornalismo”, complementa Anater.

O objetivo do evento é poder estimular produções no campo da extensão e da iniciação científica, tendo em vista que este é uma oportunidade de divulgar e discutir resultados. Além disso, também visa à troca de experiências e conhecimentos por parte de acadêmicos, professores e pesquisadores.

– Confirma a programação e demais informações clicando AQUI.

Jornal O Dia

Clique para folhear

Jornal O Dia #4

Alunos expõem fotografias na XXI Semana da Comunicação

por Raíza Jorge

A 21ª edição da Semana de Estudos em Comunicação (Secom), que acontece entre os dias 22 e 26 de outubro, será espaço para a exposição de fotos de alunos de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Estudantes do primeiro ano, cursando a disciplina de Fotojornalismo, terão a oportunidade de mostrar seus trabalhos e participar ativamente de um dos maiores eventos promovidos pelo Departamento de Jornalismo (Dejor) anualmente.

O professor da disciplina, Carlos Alberto de Souza, coordena a exposição com a funcionária do Laboratório de Fotografia do curso, Taís Maria Ferreira. “A proposta de fazer uma exposição fotográfica da turma faz parte do programa da disciplina e deverá ser reeditada nos próximos anos, com as novas turmas de Fotojornalismo”.

Além dos alunos do primeiro ano, estudantes que integram projetos de extensão do Departamento de Jornalismo relacionados à fotografia, como o Lente Quente e o Foca Foto, também vão expor seus trabalhos na Secom.

Segundo o professor Rafael Schoenherr, coordenador do projeto Lente Quente, a exposição de fotos do projeto seguirá a temática do evento, mostrando a história do rádio nos Campos Gerais de diferentes perspectivas. “A ideia é mostrar o rádio tanto como objeto de interesse de colecionadores quanto como meio de sociabilidade. Este é um ótimo exercício de fotografia e pesquisa sobre o rádio na região para os alunos”, explica.

A XXI Semana de Estudos em Comunicação, inclusive as exposições que acontecem durante o evento, é aberta ao público. Os participantes do evento interessados em certificados de horas complementares devem pagar uma taxa de inscrição de R$ 20 até dia 19 de outubro no Departamento de Jornalismo da UEPG.

Durante a Secom também serão realizadas oficinas e concursos. O custo das oficinas é de R$ 5 e a inscrição nos concursos é gratuita. As inscrições vão até dia 23 e deverão ser feitas também no Dejor.

Jornalismo/UEPG homenageia história do rádio durante Semana de Comunicação

A Semana de Estudos em Comunicação (SemanaCom), do Curso de Jornalismo da UEPG, apresenta como tema desta 21ª edição “História do Rádio: 90 anos no Brasil, 72 nos Campos Gerais”, em comemoração às nove décadas de implantação do veículo no País. O evento, que acontece nos dias 22 a 26 deste mês de outubro, no Campus Central da UEPG, consiste na realização de palestras, oficinas, concursos (fotografia, entrevista, blog e crítica) e atividades culturais, paralelo ao X Encontro Paranaense de Pesquisa em Jornalismo.

Em 21 anos de edição, a Semana de Estudos em Comunicação tem se consolidado um espaço de reflexões e troca de experiências entre estudantes, professores e profissionais da Comunicação e do Jornalismo,  através de palestras e debates sobre temas, questões atuais,  pertinentes à área do conhecimento e atuação profissional. O evento também proporciona a aproximação recíproca entre Curso de Jornalismo e diferentes professores e profissionais da Comunicação e do Jornalismo, atuantes em diferentes regiões do Estado e do País.

Nesta edição, a SemanaCom comemora as nove décadas de implantação do Rádio do Brasil e 72 anos nos Campos Gerais. A primeira experiência do veículo no País ocorreu em caráter experimental, como atividade comemorativa do Centenário da Independência, em 07 de setembro de 1922.  Mas a primeira rádio a operar ininterruptamente veio a ser implantada um ano depois, denominada Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, pelo educador Roquete Pinto. O Paraná também participa da lista dos pioneiros, com a implantação da Rádio Clube Paranaense, em março de 1924, considerada a terceira no País e a primeira do Estado. Já em 21 de janeiro de 1940, quando o rádio se consolidara nacionalmente, foi fundada em Possa Grossa a Rádio Clube Pontagrossense, considerada a segunda do Paraná e primeira no interior do Estado.

Para debater o tema, o evento conta com a participação dos pioneiros que fizeram rádio em Ponta Grossa, entre eles Aldo Mikaelli, Antonio Celso Moreira, Brasil Borba, Iraci Trevisani Rosa, Dina Silva e Ney Costa, para a palestra de abertura, na segunda-feira (22/10), às 9h, no Pequeno Auditório do Campus Central da UEPG. Na palestra de terça-feira (23/10), estarão presentes alguns dos principais radialistas que atualmente atuam no rádio em Ponta Grossa, como Altair Ramalho, Jocelito Canto e Nilson de Oliveira. Para as palestras de quarta-feira (24/10), quinta-feira (25/10) e sexta-feira (26/10), estão convidados os respectivos pesquisadores: professoras doutoras Claudia Quadros e Graziela Bianchi, ambas atuantes na Universidade Tuiuti do Paraná e professor doutor Eduardo Meditsch, da Universidade Federal de Santa Catarina.

Ao longo dessas nove décadas, o veículo passou do pioneirismo (fase de sua implantação), à maturidade e consolidação (consagração como grande veículo de comunicação de massa) e, posteriormente, à decadência, a partir da presença da televisão como o mais novo meio de comunicação. Do enfrentamento à era da televisão, o rádio contemporâneo sobrevive ao novos desafios decorrentes da invenção e consolidação da internet. Do rádio à válvula às tecnologias 3G, são nove décadas de história, encantando vidas e encurtando distâncias.

A coordenadora do evento e professora do Curso de Jornalismo da UEPG, Hebe Gonçalves, reforça o convite aos professores pesquisadores, profissionais da área e toda comunidade para o evento aberto a toda comunidade. Segundo a professora, o “debate sobre a história do rádio é uma forma simbólica de comemoração à data, como  também uma oportunidade de manter entre às gerações contemporâneas a importância de se resgatar e preservar a memória viva daqueles que fizeram e fazem parte dessa história”.

—–

Confira a PROGRAMAÇÃO da XXI Semana de Estudos em Comunicação

Confira a PROGRAMAÇÃO do X Encontro Paranaense de Pesquisa em Jornalismo

—–

Realização: Departamento de Comunicação

Apoio: Agência de Jornalismo, Cajor, Programa de Mestrado em Jornalismo e UEPG

Patrocínio: Heineken